ENCONTRE AQUI O QUE VOCÊ PROCURA

Sequência didática do poema a bailarina




Nesta sequência didática pode-se trabalhar vários temas específicos, além do poema em si, surge diferentes ideias como: Rimas, profissões, infância, sonhos, etc.

Objetivo: Reconhecer o gênero textual "Poema/Poesia"
Duração: 1 semana
Público: Alunos do Ensino Fundamental



Para o poema/poesia podemos destacar as seguintes ações:


Sobre o texto podemos interpretar:

Atividades Sugeridas de Leitura e interpretação
1) Leitura do texto em forma de jogral.
2) Em grupo, dramatizar as ações da bailarina.
3) Imagine a bailarina do texto e desenha-a.
4) O que é preciso para alguém ser bailarina?
Reflexão sobre a língua
1) Esta menina
tão pequenina
quer ser bailarina.
As palavras destacadas “menina,pequenina e bailarina” são rimas. Rimas são palavras que terminam com o mesmo som.
2) Agora pinte da mesma cor as palavras que rimam: 
ré cá menina sorri fá crianças véu lá
3) Construa um acróstico com a palavra “Bailarina”:
B –
A –
I –
L –
A –
R –
I –
N –
A –
4) Preencha a cruzadinha respondendo às perguntas:
(a) Qual a personagem principal do texto?
(b) O que a menina põe no cabelo?
(c) De onde caiu o véu?
(d) O que a menina também quer fazer?
(e) Qual o tamanho da menina?
(f) O que ela inclina para cá e para lá?
 5) Confira as palavras da cruzada com o quadro abaixo:

  
 6) Pesquise, recorte e cole outras palavras com a letra b.
7) Todas as crianças têm sonhos como a menina do texto que quer ser bailarina. Qual é o seu sonho? Fale dele em forma de desenho ou texto escrito.


Complementando a sequência da BAILARINA:

  • Roda de conversa com os alunos sobre poema;
  • Leitura de poemas em sala
  • Conversa sobre profissões
  • Atividades com características e finalidade do poema;
  • Produções escritas de poemas;
  • Varal de poesias;
  • Atividades de interpretação;
  • concurso de dança;
  • Rima de palavras e versos;
  • Pintura e colagem
Veja abaixo algumas ideias de atividades:








Texto para copiar, colar e imprimir no word.

A bailarina
                                                        Cecília Meireles
Esta menina
tão pequenina
quer ser bailarina.
Não conhece nem dó nem ré
mas sabe ficar na ponta do pé.
Não conhece nem mi nem fá
Mas inclina o corpo para cá e para lá.
—–
Não conhece nem lá nem si,
mas fecha os olhos e sorri.
—-
Roda, roda, roda, com os bracinhos no ar
e não fica tonta nem sai do lugar.
—-
Põe no cabelo uma estrela e um véu
e diz que caiu do céu.
—-
Esta menina
tão pequenina
quer ser bailarina.
—-
Mas depois esquece todas as danças,
e também quer dormir como as outras crianças.

2 comentários

É um prazer receber seu comentário. Terei a maior satisfação em ler e publicar. Beijocas!!!!

Topo