Mais Dicas Aqui!

27 fevereiro 2017

1

Como trabalhar o ajudante do dia em sala de aula




Como trabalhar o AJUDANTE DO DIA?



Entendendo a tarefa do ajudante do dia:

Na sala de aula tem sempre pequenas tarefas que podem ser feitas pelas crianças, valorizando-as , ao mesmo tempo que oportuniza responsabilidades e desenvolve a cooperação. Para essas tarefas temos a colaboração do
AJUDANTE DO DIA.

É interessante fazer um crachá de Ajudante do Dia (pode ter ou não o nome da criança, ou só a palavra AJUDANTE, em letras coloridas e alegres), para que ele possa ser identificado pelos colegas que precisarem de alguma ajuda, valorizando sua colaboração e fortalecendo a confiança entre os alunos.
De um modo geral, as crianças gostam da tarefa, mas se alguma não quiser participar não deve ser forçada, seu desejo de não ser Ajudante deve ser respeitado sem maiores perguntas. (não pergunte por que ou faça sermão, pois, provavelmente, no decorrer do ano a criança mudará de ideia e sua colaboração deverá ser aceita, também sem indagações do porque da mudança).
Deve ser feita uma escala de participantes e, se possível colar em um local visível da sala de aula, para que se saiba quem é o Ajudante do dia e também da próxima aula.

Ao começar o ano letivo a professora poder
á fazer uma roda de conversa e explicar a necessidade de ter um Ajudante na sala, e que cada dia será uma criança diferente, este poderá ser estabelecida pela ordem alfabética dos nomes dos alunos, explicar também as funções do Ajudante do Dia.



Dica 1:


Realize um diálogo com a turminha e fale um pouco sobre a importância do ajudante do dia na sala de aula. Aproveita a oportunidade e confeccione um painel com as atribuições do ajudante e afixe em um local de fácil acesso.

Dica 2:


Confeccione para incentivar o aluno ajudante do dia, um acessório de uso como: Avental ou crachá ou plaquinha ou chapeuzinho etc. De modo que ao receber qualquer visita, esta perceba a existência do ajudante na sala e também pelas próprias crianças.

Dica 3:


Encarregue o ajudante do dia a realizar ações/responsabilidades diárias junto aos coleguinhas, com a chamadinha, a fila do lanche, incentivar a limpeza da sala etc.

Construção da autonomia

E o que isso tem que ver com autonomia? Quase tudo, à medida que a definimos como a capacidade de tomar decisões por si, levando em conta regras, valores, reconhecendo o próprio espaço e o do outro. Por isso, são tão importantes as regras e os combinados que estabelecemos com os pequenos, pois explicitam, de certa maneira, o funcionamento da escola e as normas de conduta necessárias ao convívio social do grupo.
Ao compreendermos que o crescimento pessoal implica construção da identidade e da autonomia, nossas intervenções passam a considerar as dimensões individual e coletiva, isto é, ao mesmo tempo que respeitamos e buscamos atender as características e as necessidades de cada criança, consideramos a importância da convivência entre elas e as aprendizagens que dela decorrem.
Progressivamente, as interações acontecem de fato e os alunos passam a atuar de maneira cada vez mais autônoma. Não é à toa que o eixo Identidade e Autonomia é considerado conteúdo transversal. Sem dúvida, ele perpassa todos os demais conteúdos, como se representasse o fio da costura.

Algumas dicas de tarefas do ajudante do dia quanto a:

Arte
  • Misturar as tintas.
  • Preparar a cola.
  • Entregar aos colegas canetas, folhas, argilas e tesouras.
  • Organizar a oficina de percurso e, no fim, ajudar a guardar os materiais que não foram usados.
Biblioteca
  • Organizar a fila dos colegas até a biblioteca, incentivar o silêncio no ambinete, entregar os livros devolvidos pelas crianças para a bibliotecária.
Espaço escolar
  • Lembrar aos amigos que eles não podem correr para não se machucar.
  • Lembrar aos colegas que eles não podem brigar com os coleguinhas.
  • Brincar com respeito nos espaços e brinquedos existentes no pátio da escola.
Banheiro
  • Lembrar às crianças que elas não devem espiar embaixo da porta do banheiro.
  • Lembrar aos colegas que eles não podem jogar papel higiênico no vaso sanitário.
  • Lembrar aos amigos que eles devem pegar apenas duas folhas de papel para enxugar as mãos.
  • Lembrar que não pode pedir para sair da sala constatemente, e sim nas emergências
Sala de aula
  • Arrumar as cadeiras da sala.
  • Estender o tapete antes das rodas de história.
  • Recolher os papéis do chão.
  • Manter a sala limpa.
  • Ajudar o professor nas atividades de sala.
Resolução de conflitos
  • Dar ideias para os amigos de como resolver um problema

23 fevereiro 2017

1

Plano de aula para trabalhar nome próprio na alfabetização



PLANO DE AULA PARA TRABALHAR NOME PRÓPRIO NA ALFABETIZAÇÃO

Plano elaborado: Pelo blog: www.ensinandocomcarinho.com.br (Professora Valéria Tavares)





Público alvo: Alunos na alfabetização

Objetivo: Trabalhar a identidade de cada aluno, valorizando a importância de reconhecer as letras que formam seu nome.

Conteúdo: Nome próprio - letras do alfabeto

Justificativa:
No momento em que a escola compreende o diagnóstico inicial das crianças quanto a  defasagem dos alunos em escrever o nome próprio, surge a necessidade de contemplar essas habilidades básicas para o processo de aprendizagem, visando um direcionamento sistemático das aulas para a aquisição do nome e consequentemente das letras do alfabeto.

Blocos a serem contemplados:

  • Acolhida - Varal de tarjetas com nomes
  • Latinha com fichas do nome próprio
  • Carrinho do alfabeto
  • Tapete da identidade
  • Atividades impressas
  • Hora da história

Vamos entender a ACOLHIDA - Varal de tarjetas com nomes

O professor deverá organizar um varal fixo na sala e as tarjetas com os nomes de cada aluno. Como acolhida todos os dias, os alunos são convidados a se dirigirem até o varal e procurar sua tarjeta, nesse caso o professor escolherá a ação que deseja fazer todos os dias. 
Ex. 
  • Procurar sua tarjeta e escrever seu nome no caderno
  • Procurar a tarjeta e falar a letra inicial do nome
  • Procurar a tarjeta de um coleguinha e entregá-lo
  • Procurar a tarjeta e contar o total de palavras

Vamos entender a FICHA DO NOME PRÓPRIO

O professor fará fichas com os nomes dos alunos e colocará dentro de uma latinha decorada, depois organiza a turminha no círculo e coloca a latinha no centro. Ao som de qualquer canção infantil vai passando a latinha entre as mãos das crianças, ao comando de PARE!  o aluno retira uma ficha e tenta identificar de quem é....a professora pode ajudar nessa hora dando as características da criança. Quando encontrar o dono da ficha o coleguinha levanta abraça o amiguinho e entrega a fichinha.


Vamos entender o CARRINHO DO ALFABETO

O professor colocará dentro de um carrinho de brinquedo o alfabeto móvel. E convida a turminha para brincar. Vai passando o carrinho entre as crianças e todos cantam a canção...MOTORISTA, OLHA A PISTA. Quando a música parar, o aluno retira uma letra, fala qual é e identifica se existe alguém na sala que o nome comece com aquela letra, caso não tenha, poderão falar nomes de animais, objetos. etc.


Vamos entender o TAPETE DO ALFABETO

O professor espalha na sala um tapete bem especial e colorido de preferência, sobre ele coloca nomes próprios, nomes de animais, nomes de objetos etc.
Convida os alunos a fazerem uma lista para cada coisa do tapete. 
  • Lista de animais
  • Lista de nomes próprios
  • Lista de objetos
Em seguida o professor começa um debate explicando que todas as coisas tem nome. E que cada uma tem sua importância. Fala também que para escrever os nomes usamos as letras. Aproveita o momento para ler o texto TODO MUNDO TEM UM NOME . Em seguida, pede para as crianças escreverem as listas no caderno.

Vamos entender as ATIVIDADES IMPRESSAS

    As atividades impressas, servirão de complemento das ações executadas poderá ser com informações sobre a família, atividades com a certidão de nascimento, atividades de colagens do alfabeto e nomes etc.

    Vamos entender a HORA DA HISTÓRIA


    Na hora da história o professor tem a liberdade de escolher a maneira mais lúdica de apresentar o conto. Lembrando que os textos devem ser relacionados aos assuntos e objetivos do plano de aula. Podendo usar fantoches, adereços, avental, tapete, data show etc.

    Plano elaborado: Pelo blog: www.ensinandocomcarinho.com.br (Professora Valéria Tavares)

    Lista de títulos de historinhas:










    0

    Jogo do dado da construção escrita de frases







    Objetivo:
                Proporcionar aos alunos a assimilação de que uma frase nasce da junção de diferentes palavras, desenvolvendo a coerência, coesão e espaçamento entre palavras.

    Para confeccionar você vai precisar:
    – Dois dados (caixas) com seis palavras cada
    – Fita adesiva larga
    – EVA para cobrir a caixa
    – Palavras impressas e coladas nos dados

    Como Jogar:

    Posicionar a turma em círculo em seguida escolher a cada jogada dois alunos para jogarem os dados simultaneamente, os alunos deverão ler as palavras sorteadas e o professor fará questionamentos de como ordená-las para formar uma frase. Solicitar que formulem a frase oral para que a turma registre no caderno. No final a correção das frases será realizada na lousa pela professora.


    1

    Dinâmica o laço e o abraço para reuniões de professores

    Essa dinâmica é excelente para firmar um compromisso entre os participantes, além de permitir uma maior reflexão do trabalho feito em equipe/parceria.




    Para a dinâmica vc vai precisar de:
    • Fitas decorativas ( de preferência de cetim)
    • Broches 







      






    Como organizar a dinâmica:

    Recorte pedaços de fita no total de participantes do tamanho que dê para fazer um laço pequeno
    Prenda os broches em cada ponta da fita cortada
    Convide os participantes para escolher uma fita
    Solicite que cada um faça um laço e prenda em sua roupa
    Em seguida, convide todos para se juntarem em circulo e se unir o máximo que puderem.
    Quando todos estiverem bem apertados, peça que alto fale seu nome
    Depois que fale uma palavra relacionada ao desejo que tem para realizar. (Ex. Sucesso, aprendizagem dos alunos, etc.)
    Depois peça que da maneira que estão tentem se abraçar.

    Neste momento o coordenador da dinâmica, deverá enlaçar todo o circulo, (com fita maior) e dizer que eles fazem parte do pacote de presente, e que ao ser aberto irá alegrar quem receber.

    Desamarre o laço e inicie um diálogo sobre a dinâmica em seguida leia o texto de Mário Quintana "O laço e o abraço" e deixe que todos deem suas opiniões sobre o texto/dinâmica.



    Texto:

    O LAÇO E O ABRAÇO


    Meu Deus! Como é engraçado! Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço... uma fita dando voltas. Enrosca-se, mas não se embola, vira, revira, circula e pronto: está dado o laço. É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braços.
    É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braços. É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no vestido, em qualquer coisa onde o faço. E quando puxo uma ponta, o que é que acontece? Vai escorregando... devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço. Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido. E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço. Ah! Então é assim o amor, a amizade. Tudo que é sentimento.
    Como um pedaço de fita. Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora, deixando livre as duas bandas do laço. Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade. E quando alguém briga, então se diz: romperam-se os laços. E saem as duas partes, igual meus pedaços de fita, sem perder nenhum pedaço. Então o amor e a amizade são isso... Não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam. Porque quando vira nó, já deixou de se um laço!
    Mário Quintana



    Veja as fotos:



    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    Créditos

    As postagens publicadas no meu blog, a maioria são criadas por mim mesma. Tento elaborar atividades de acordo com os níveis dos alunos e espero que de alguma forma elas sirvam de complemento em sua prática docente. Saliento ainda, que as imagens expressas nas atividades são retiradas da URL imagens da net, portanto as que possuírem créditos, esses, serão naturalmente divulgados conforme exige a lei. E claro, na oportunidade de encontrar trabalhos especiais de colegas blogueiras, usarei, divulgarei e darei os devidos créditos .
    É um prazer enorme ajudar e trocar experiências com todos.! Sintam-se Especiais no meu cantinho.